Chega de vassalagem, Senadores. Sabatina não é sabonetagem

Amanhã, às 10 horas da manhã, o Senado Federal mostrará se tem compromisso com a Constituição ou se a rasgará, aprovando o nome de Edson Fachin para o STF. A lei maior, em seu Artigo 1° dispõe que:

“O Supremo Tribunal Federal compõe-se de onze Ministros, escolhidos dentre cidadãos com mais de trinta e cinco e menos de sessenta e cinco anos de idade, de notável saber jurídico e reputação ilibada.”

– Fachin tem lado. Ele apoiou Dilma em 2010 em ato político público.

– Fachin despreza a Constituição. Seu pensamento marxista a vê como um estorvo aos seus ideais revolucionários.

– Fachin não tem reputação ilibada. Quando Procurador no Paraná, atuou como advogado particular, ao arrepio da Constituição de seu Estado.

O Senado nunca fez o seu papel de avaliador sério das indicações presidenciais. Cumpridor de ordens e subalterno ao Executivo, há um século aprova todo e qualquer nome apontado pelo presidente. Negar passagem a Fachin é recobrar autoridade a Casa.

imagem_materia-1
A vassalagem reunida.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s