Na CPI da Petrobras, Paulo Roberto Costa mostrou que a banalidade da corrupção é a maior obra do PT

Collor
“Você é o próximo a falar na CPI, Lula.”

Estou aqui vendo o depoimento de Paulo Roberto Costa na CPI da Petrobras. É engraçado como se dá a disposição de lugares no Congresso brasileiro. O inquirido fica no alto, como se fosse um palestrante. Já os parlamentares, sejam os deputados ou senadores, ficam na plateia, como meros espectadores. Exatamente o contrário do que se dá no EUA. Significativo da desimportância que o Legislativo tem em nosso país.

Um deputado petista perguntou a Paulo Roberto Costa qual era sua opinião sobre financiamento público de campanha. Só faltou convida-lo para fazer um colóquio.

Sempre é interessante notar como um Paulo Roberto Costa consegue falar de depravações financeiras como se fosse mundano, natural e cotidiano. É a banalidade da corrupção, a mais vistosa obra do PT.

Adendo: Segundo Paulo Roberto Costa, o custo das obras da Petrobras na Venezuela será 30% mais caro por causa da PDVSA. É a contabilidade bolivariana.

Adendo: Onyx Lorenzoni defendeu abertamente a convocação de Lula para falar na CPI da Petrobras. Seria muito interessante observar se ele seria tão boquirroto ali quanto é em um palanque.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s