Fabio Porchat, o cativo

O humorista Fabio Porchat reclamou do Sr. Araújo, um proprietário de uma rede de cinemas em Bauru que está exibindo em cinco de suas salas apenas o filme “Velozes e Furiosos 7”. Concomitante a isso, leio no IG que a pré-estreia do filme “Entre Abelhas”, estrelado pelo próprio Fabio Porchat, “causou constrangimento” em virtude de a sessão estar “vazia para o longa”. Em virtude disso “o ator acabou não vendo todo o filme, incomodado com a situação”. Fabio Porchat afirma que “‪#‎TaFodaCompetir‬“. Para esse sujeito, competir é o mesmo que obrigar o multiplex a exibir seu filme medíocre. A culpa não é do senhor Araújo que é dono do cinema, mas dos milhões de Araújos que o frequentam e que preferem um enlatado americano a um filme que nem mesmo Fabio Porchat se submete a assistir

Fabio Porchat ganhou fama e fortuna fazendo eficientes vídeos de três minutos para um canal no Youtube. Esse é o máximo de talento dele. Ninguém aguenta um filme de duas horas do Porta dos Fundos.

Nas horas vagas, Fabio Porchat exercita o ofício de analista político nas páginas do Estadão. É ali, produzindo pensamentos que são puro humor involuntário, onde ele consegue ser engraçado.

Adendo: Vale a leitura do livro “Cinema Cativo”, escrito por Ipojuca Pontes. É o retrato da mentalidade do humorista do Porta dos Fundos.

1621682342

Na imagem, a tomografia de Fabio Porchat

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s